Observação
 

O conteúdo deste site é baseado em pesquisas realizadas pelos autores, salvo indicação em contrário. As informações apresentadas aqui têm caráter educacional e não se destinam a diagnosticar ou prescrever para qualquer condição médica nem para prevenir, tratar, mitigar ou curar tais condições. As informações contidas neste site não se destinam a substituir um relacionamento individual com um médico ou profissional de saúde qualificado. Portanto, estas informações não pretendem ser um conselho médico, mas, sim, uma partilha de conhecimentos e informações com base em pesquisas e experiências. Os leitores, sejam eles pacientes, familiares ou pessoas interessadas em prevenção, devem tomar suas próprias decisões com relação à sua saúde, com base em seu julgamento e pesquisas em parceria com um profissional de saúde qualificado. Os autores estão qualificados a dar orientações psicológicas e nutricionais.

O óleo essencial de limão na prevenção do câncer

A Vitamina C no tratamento do câncer

 

(Equipe Câncer sem Mitos)

 

No processo fisiológico do nosso organismo, espécies reativas de oxigênio (ROS) são formadas, gerando radicais livres. Quando esses radicais livres não são equilibrados com os antioxidantes que agem sobre eles, neutralizando os efeitos maléficos à saúde, o estresse oxidativo aparece e pode causar complicações no indivíduo, como por exemplo, doença de Parkinson, artrite, aterosclerose e câncer.

 

O ácido ascórbico, mais conhecido como Vitamina C, atua em diferentes vertentes do nosso corpo: é capaz de reduzir a susceptibilidade a infecções, participa da formação de serotonina e é um poderoso antioxidante, protegendo a célula do estresse oxidativo. Esta função antioxidante é a principal ação no tratamento contra células cancerosas.

 

De acordo com um estudo científico da Universidade de Iowa (EUA), a administração de altas doses de Vitamina C injetável em pacientes oncológicos pode combater as partículas cancerosas. A Vitamina C interage com o ferro e outros metais, produzindo o peróxido de hidrogênio. Em altas doses, o peróxido de hidrogênio danifica o DNA e a mitocôndria de células cancerosas, cortando seu suprimento de energia e matando as células. E este é um tratamento que atinge apenas as células cancerosas, deixando as células saudáveis intocadas – ao contrário da químio, que afeta tudo no caminho.

 

Mas não tente usar a Vitamina C Intravenosa por conta própria. Ela deve ser ministrada em clínicas, e sob supervisão de terapeutas experientes.  

 

Dois vencedores do Prêmio Nobel – Linus Pauling e Dr. Ewen Cameron – desenvolveram um estudo científico, provando que 10 g de vitamina C IV poderia estender em até seis vezes a vida de pacientes em estágio avançado de câncer.

 

Riordan et al. (1995) demonstraram a probabilidade de a vitamina C ser uma terapia antitumoral eficaz, desde que se pudesse levar concentrações suficientemente altas para o interior do(s) tumor(es). Concluíram também que a suplementação oral de vitamina C provavelmente não produziria níveis séricos de vitamina C suficientemente altos para produzir a morte em determinado tumor.

Em outro estudo, Casciari et al. (2001) demonstraram que a infusão intravenosa rápida de vitamina C como ascorbato de sódio em combinação com ácido alfa-lipóico podia atingir níveis de vitamina C tóxicos para as células cancerosas. Também demonstraram que o fenil-ascorbato, um análogo lipossolúvel da vitamina C, era capaz de matar as células cancerosas efetivamente em uma dose aproximadamente três vezes menor do que a observada com a vitamina C.

A vitamina C foi sugerida pela primeira vez como uma ferramenta para o tratamento do câncer na década de 1950. Seu papel na produção e proteção do colágeno levou os cientistas a supor que o reabastecimento do ascorbato protegeria o tecido normal da invasão do tumor e da metástase (McCormick, 1959; Cameron, et al., 1979). Além disso, uma vez que os pacientes com câncer têm frequentemente baixa vitamina C (Hoffman, 1985; Riordan, et al., 2005), o reabastecimento poderia melhorar a função do sistema imunológico e melhorar a saúde e o bem-estar do paciente (Henson et al., 1991).

Dois ensaios clínicos randomizados com ascorbato oral realizados pela clínica Mayo não mostraram benefícios da Vitamina C ministrada oralmente (Creagan et al., 1979; Moertel, et al., 1985). A partir daí, a maioria das pesquisas passou a se concentrar no ascorbato intravenoso.

 

Muitas pessoas têm optado por recursos alternativos em busca da cura do câncer, principalmente pacientes idosos, tendo em vista que esses têm uma maior fragilidade para suportar os efeitos prejudiciais que a quimioterapia causa. Segundo um estudo publicado na revista científica Journal of Biology, liderado por Mark Noble, especialista em Biologia de Células-Tronco Cerebrais da Universidade de Rochester (EUA), as principais drogas utilizadas no tratamento quimioterápico podem matar células cerebrais sadias. Ou seja, a medicação é mais nociva para os neurônios do que para as células cancerígenas que deveriam ser eliminadas.

 

Apesar de muitos alimentos conterem uma boa dose de Vitamina C, isso não os torna eficazes para a prevenção ou tratamento da doença, visto que a quantidade da vitamina é baixa para cumprir a ação, e é rapidamente eliminada pela urina, não permanecendo no corpo tempo suficiente.

 

Consulte um médico integrativo ou ortomolecular sobre a viabilidade e eficácia do uso da vitamina C intravenosa.

 

Referências:

https://www.cancertutor.com/vitaminc_ivc/

https://super.abril.com.br/blog/supernovas/a-vitamina-c-combate-o-cancer-

cientistas-agora-sabem-como/

http://www1.inca.gov.br/rbc/n_47/v03/pdf/artigo7.pdf

https://www.ufrgs.br/lacvet/restrito/pdf/oxid_antiox.pdf

https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2014/02/140209_vitaminac_cancer_fl

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-

42301997000100014

http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,AA1369331-5603,00-QUIMIOTERAPIA+PODE+MATAR+CELULAS+CEREBRAIS+SAUDAVEIS+DIZ+ESTUDO.html

https://super.abril.com.br/blog/supernovas/a-vitamina-c-combate-o-cancer-cientistas-agora-sabem-como/

https://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/vitamina-induz-morte-celulas-que-causam-cancer-no-sangue-21720001

Nosso sistema imunológico
O mito da mamografia
Os benefícios da cúrcuma
A cúrcuma ou açafrão-da-terra e seus benefícios no tratamento e prevenção do câncer
Reconectando-nos ao nosso poder
Reconecte-se com seu poder interior para vencer as doenças.
Emoções
A vida emocional e o câncer
Mostrar Mais

Depoimento: Como Mary curou um câncer de cérebro pela Terapia Gerson

Minha Super Salada Anticâncer